by Ana

Um espaço para partilhar as "tolices" de cada dia, de uma forma descontraída, descomprometida e com algum sentido de humor. Only that.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Mulheres de Armas



Tempos de crise sempre os houve...
Mulheres de armas, como sinónimo de mulheres de coragem, também.
Mulheres de armas, na verdadeira acepção da palavra, a História só reza meia dúzia delas e, algumas, coitadas, não muito bem sucedidas ou não muito bem vistas.
A nossa "primeira primeira dama" foi o que se viu. O filho lá levou a melhor e aqui as opiniões dividem-se mas eu gosto de ser portuguesa.
Depois temos a Inês, coitada, aquela do Pedro, que muita tinta fez correr e pergaminho gastar, coroada Rainha depois de morta, mas de Armas, pouco teve. Ficou para a História, mas a dos poetas.
Tivemos a padeira, de Aljubarrota, essa foi mulher de pás, a arma que tinha à mão, mas quem faz guerra com o que pode, a mais não é obrigado.
O mesmo sou capaz de vir a dizer da Leonor, da de Telles. Mulher de Armas, não brancas. Armas de intriga e paixão, de enredo e alcova. Uma mulher muito adiantada para o seu tempo, é o que reza da apresentação do seu livro. E outros exemplos a história nos dita. Não me vou esticar, tenho profs de história a ler o blog...se é que me entendem...
O que me fez escrever este post foi um artigo que li no Diário de Notícias, citando a Lusa, noticiando que no contingente francês do exército Napoleónico que invadiu Portugal, os soldados eram obrigados a usarem bigode para evitarem a infiltração de mulheres, tendo esta regra sido instítuida em 1832.
Segundo o historiador citado, as mulheres infiltravam-se nos contingentes, para acompanharem um grande amor (!! já na altura a parvoeira imperava!!), por patriotismo, ou por uma questão de remuneração (a crise, sempre a crise).
Bom, fosse lá por que fosse, o que é certo é que neste país nunca faltaram MULHERES DE ARMAS!!! Ou alguém dúvidas?

:):)

2 comentários:

  1. Então e as mulheres de bigode?
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Teresa,
    Pois... o artigo falava sobre isso mesmo. Creio que ainda conseguiram apanhar umas 10 ou 12 em "flagrante delito". Imagino que não com um bigode como o da imagem que escolhi, mas de qq forma "camponesas" sempre as houve...
    Bj

    ResponderEliminar

Olá, então diga lá de sua justiça...