by Ana

Um espaço para partilhar as "tolices" de cada dia, de uma forma descontraída, descomprometida e com algum sentido de humor. Only that.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O disco rígido das Amizades



Não sei se ria se chore.
Ontem chorava que nem uma Madalena arrependida. 
Pudera! A maldita virose vem por fases. Quando penso que a venci a infantaria, que os espirros se foram, eis que me debato com a artilharia e lá vem a tosse maldita desde as profundidades cavernosas dos meus virgens pulmões!
E assim vou...de lenço dentro da manga do casaco, de lágrima ao canto do olho, mergulhada nos edredons e longe de tudo que me faça sentir que tenho cabeça.
Por não ter cabeça, lembrei-me de pensar, pensar...fazer uma espécie de desfragmentação do disco rígido  (da cabecinha) para depois o arrumar, pedacinho por pedacinho e deitar fora a porcaria.
Acho que tudo o que consegui fazer foi pegar nos pedacinhos que ainda se aproveitavam (e ainda eram alguns) e transformá-los em porcaria. 
Resultado?
Limpei o disco por completo.
Sou mesmo boa, excelente, um must em matéria de... digamos... de... motricidade afectiva.
Ah!, isto só pode ser culpa da gripe, avariou os sistemas....! 
Pensando bem, se não fosse a gripe, talvez os "efeitos" tivessem sido um pouco mais eloquentes, afinal o meu estado semi febril não me deixou ser suficientemente facunda, claudiculei vezes sem conta...
Hoje o tempo está como eu gosto, apetece-me correr ao vento, sentir a chuva a bater no corpo, apanhar outra valente gripe. 
Estou bem disposta, até me apetece humorar um pouco com a desfragmentação do disco rígido.
Numa próxima vez, quando o tempo estiver de sol, a brilhar para todos vós, prometo contar-vos, a sério,  de que tipo de bits era feito o meu disco rígido...

2 comentários:

  1. http://inverno-em-lisboa.blogspot.com/2010/10/helenamente-com-o-humor-amargo-de-she.html

    ResponderEliminar

Olá, então diga lá de sua justiça...