by Ana

Um espaço para partilhar as "tolices" de cada dia, de uma forma descontraída, descomprometida e com algum sentido de humor. Only that.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Friends

video



Ontem, aqui no meu SPA de eleição, antes da ceia, um grupo bastante alargado de jovens de diferentes gerações falava sobre a evolução da sociedade, o impacto dessa mesma evolução no desenvolvimento dos jovens, o facto destes constituírem família cada vez mais tarde, mas por outro lado, de se quererem auto afirmar cada vez mais cedo.
Um dos meus amigos menos jovens dizia que no tempo dele uma geração eram 26 anos. Eu contrapunha dizendo que o que a sociedade de outrora evoluía em 26 anos, agora talvez evoluísse em 6, mas as novas gerações faziam o percurso inverso. Há 50 anos atrás, um rapazinho com 26 anos era um homem feito. Hoje, um moço com 26 anos não passa de um rapazote, cheio de ideias e ideais, com um esboço de um projecto de vida assente nos rendimentos do papá e da mamã, nas noitadas e, com alguma sorte, nas surfadas, passando por alguns concertos. E com as raparigas, estou certa, o mesmo se passa, versão feminina.
É difícil encontrar algum ponto comum entre gerações, entre avós e netos.
A conversa prolongou-se, discussão acesa. De um lado a geração dos vintes (escandalosamente vintes!) , do outros a dos avançados “entas” (60) e eu no meio.
De repente, ouve-se algo que faz parar a conversa. De um momento para o outro, a discussão pára. Escuta-se o silêncio. Os olhares entretrocam-se. Esboçam-se sorrisos. Dão-se as mãos. Afinam-se as vozes. E, em coro, juntamo-nos àquela voz que passava na 2. A do Freddy. Essa.
É intemporal. Como que a provar que há sempre algo que supera o tempo, os conflitos intra ou inter geracionais e os outros também.
Obrigada Freddy por sossegares o meu grupo de amigos do SPA, por nos fazeres ver que afinal ainda existe algo..., ainda há uma ponte. Obrigada pela tua mensagem de esperança (e, já agora, obrigada à família de verdadeiros amigos que adiou a ida para Coimbra, por causa da consulta no Montijo).


>

6 comentários:

  1. A sociedade muda cada vez mais depressa, mas os seres humanos são sempre iguais e há emoções que nos ligam sempre, independentemente das idades.
    Quando sais do teu spa?
    Bjs e Boa Páscoa

    ResponderEliminar
  2. Olá, Teresa
    Não te sei responder. Tv regresse após a Páscoa, tv não. Ainda está mt coisa em aberto. Bj gd e boa Páscoa para ti.
    Ana

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    A idade em certos aspectos é o que menos conta.
    O que conta, são as afinidades que sentimos, e o que nos une. Muitas vezes sem sabermos, o porquê? Existem coisas que apenas se entendem no domínio da metafísica, ou seja, no dominio do espiritual.
    Como vais hoje?
    O teu spa, também tem banho turco? Esfoliante de chocolate ?
    Bj Maré Alta

    ResponderEliminar
  4. Maré Alta
    Tens toda a razão. Por vezes não sabemos o nos une. O que é certo é que nos sentimos unidos a certas pessoas e vá se lá saber pq!!
    Não tenho banho turco, isso só lá para as bandas da "linha". Esfoliante de chocolate tb não. Hoje, tenho mais um dia que ontem, e menos um do q amanhã, espero bem...
    Bj, amiga
    Ana

    ResponderEliminar
  5. Afinal, temos ou não amigos em comum?
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Claro que sim, Maré Alta. Ou não nos conhecessemos há 40 anos!!
    Mas amigos, amigos, tv de há menos tempo, penso eu de que...
    Boas Páscoa, companheira!

    ResponderEliminar

Olá, então diga lá de sua justiça...