by Ana

Um espaço para partilhar as "tolices" de cada dia, de uma forma descontraída, descomprometida e com algum sentido de humor. Only that.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Precious

Gosto muito de cinema.
Tenho visto alguns bons filmes. Filmes que marcam uma época. Filmes que não têm época, porque se tornaram eternos. Filmes que se destacam na história do cinema. Filmes que marcam a história da sétima arte.
Pelos realizadores, pelos actores, pelos cenários… pelas inesquecíveis bandas sonoras.
Hoje vi um filme. Ou talvez tenha visto O filme. Não sei se vai ganhar algum Óscar, se mereceu ou irá merecer algum prémio da crítica, se se tornará ou não num dos consagrados… ou se eu não passo de uma “lamechas”.
Seja como for, seja lá por que motivo for, é um filme que vai permanecer, até eu ter memória…
Mais palavras não tenho. Precious.
video

4 comentários:

  1. Olhe.
    O Carnaval é ó ópio de um povo.
    Veja lá, se o seu ópio, é assistir filmes compulsivamente.
    Olhe, esse filme tb eu quero ver.
    Quanto a outros que divulgou, nem tanto.
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Cada um escolhe o seu ópio.
    O meu são o cinema e os filmes (sem contar com o PC...).
    Veja o filme, vale a pena.
    De resto, não perca Woody Allen e o Invictus.
    Bj

    ResponderEliminar
  3. Ópio? Não me parece nada. Tudo o que sirva para reflectirmos sobre a sociedade, e aqui incluo o cinema, como o teatro, a literatura, a arte, a poesia, não é ópio, seguramente. Mesmo o Carnaval, não é um ópio. Ópio é vivermos fechados ao mundo.
    Também quero ver esse, talvez no próximo fds.

    ResponderEliminar
  4. Teresa, Maré Alta
    Em orimeiro lugar uma correcção, ao nível da LP.
    Escrevi "o meu são" em vez de escrever "o meu(ópio) é". Fica a correcção.
    Em segundo lugar, claro que concordo com a Teresa, apenas acrescento a música e a fotografia. Tb são formas de arte, obviamente.

    Bj

    ResponderEliminar

Olá, então diga lá de sua justiça...